jornalistas livres violenciaOs Jornalistas Livres repudiam o uso da violência contra manifestantes e movimentos sociais. Também repudiam fortemente o uso da força policial contra jornalistas. Na tarde de hoje, na avenida Paulista, durante protesto do MTST, que ocupou o escritório regional da Presidência da República em São Paulo, pacificamente, com mulheres e crianças, a polícia reprimiu o ato com violência e bateu em um repórter dos Jornalistas Livres com cassetete, como mostra a imagem.

As declarações do ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, ex-secretário de segurança pública de São Paulo, demonstram que a tendência será criminalizar os movimentos sociais e reprimir esses atos. Lembrando que ele foi o responsável por mandar a polícia agir com violência contra secundaristas em São Paulo e também era chefe da polícia quando houve a chacina —ainda impune— de Osasco, que matou 16 pessoas em uma única madrugada.

A luta por direito social não é caso de polícia.

Seguiremos resistindo e registrando.



Violações de Direitos Relacionadas